Três Razões Pelas Quais os Jovens Cristãos Estão Abandonando a Igreja Quando Entram na Faculdade

Print Friendly, PDF & Email

Why Are Young Christians Leaving the Church? It’s Simple Math

Os jovens cristãos têm enfrentado grandes desafios. As estatísticas mostram que cada vez mais jovens cristãos estão deixando a igreja durante seus anos de faculdade. Segundo J. Warner Wallace, existem três causas simples que ocasionam a saída de muitos jovens cristãos. Vamos a elas.

Nossos adolescentes cristãos são inarticulados e desinformados
Infelizmente a maioria dos jovens cristãos que são formados em nossos programas de juventude e entram na faculdade é surpreendentemente inarticulada sobre suas crenças cristãs. Os sociólogos Christian Smith e Melinda Denton fizeram um excelente trabalho ao relatar esse problema em “Soul Searching: The Religious Lives of American Teenagers”. Eles descobriram que os adolescentes cristãos têm a capacidade de ser articulados sobre uma série de questões, mas são raramente articulados quando se trata de suas crenças cristãs. A maioria não poderia descrever princípios e afirmações simples do cristianismo, e até mesmo aqueles que poderiam, “fizeram um grande esforço” para dar respostas simples a objeções céticas típicas que eles certamente irão encontrar na faculdade. Nossos alunos não foram treinados tendo o campo de batalha universitário em vista.

Infelizmente a maioria dos jovens cristãos que são formados em nossos programas de juventude e entram na faculdade é surpreendentemente inarticulada sobre suas crenças cristãs. Click To Tweet

As universidades são geralmente hostis ao cristianismo
E não se enganem sobre isso, o ambiente universitário provavelmente será um campo de batalha preenchido com pessoas que se opõem ao Cristianismo. Os sociólogos Neil Bruto (Universidade de Harvard) e Solon Simmons (George Mason University) realizaram um estudo, em 2006, revelando que 1 em cada 4 professores universitários são ateus ou agnósticos (cerca de 5 vezes a razão na população em geral). E de acordo com uma pesquisa do Institute for Jewish and Community Research com 1.200 membros do corpo docente universitário, apenas 6% dos professores dizem que a Bíblia é “a real palavra de Deus”, 51% dizem que a Bíblia é “um antigo livro de fábulas, lendas, história e preceitos morais”, e mais do que metade dos professores pesquisados têm sentimentos “desfavoráveis” para com os cristãos evangélicos.

Os jovens estão ansiosos para perseguir os seus desejos com Liberdade
A maioria de nós, se formos honestos, entendemos a tentação que os jovens cristãos possuem pela frente, porque nós também já experimentamos tais tentações. Como seres humanos caídos, nós todos experimentamos a tentação da juventude. Para muitos de nossos estudantes cristãos, os seus anos de faculdade são a primeira oportunidade que já tiveram de estarem livres da supervisão coerente dos pais. Também é um lugar cheio de jovens atraentes, muitos dos quais não compartilham sua visão de mundo cristã. Considere a força da tentação e imagine o valor interessereiro de uma visão de mundo alternativa para os jovens estudantes para perseguir suas paixões e desejos sem restrições, inibição ou culpa. Para muitos, o naturalismo ateísta, com a sua história alternativa da criação, do código moral, dos valores e objetivos materialistas, é uma alternativa extremamente atraente ao cristianismo. A inclinação caída para perseguir o nosso desejo egoísta é comum a todos nós, mas é uma força motriz fundamental para muitos jovens estudantes.

Para muitos de nossos estudantes cristãos, os seus anos de faculdade são a primeira oportunidade que já tiveram de estarem livres da supervisão coerente dos pais. Click To Tweet

Não é preciso ser um pesquisador com doutorado para entender as forças que atuam aqui. Na verdade, o dilema pode ser caracterizado com uma simples equação:

A maioria de nós deve ser capaz de prever a soma dessa equação; deveria ser fácil antecipar o resultado. Dê uma olhada em todos os três termos do lado esquerdo. Quais dessas três realidades nós podemos como pais, pastores de jovens e líderes, impactar ou mudar? Nós não podemos mudar a natureza hostil da universidade ou a natureza humana de nossos jovens cristãos. Se queremos alterar essa equação matemática, nós vamos ter que nos envolver com o primeiro termo do lado esquerdo. Temos que fazer o que for preciso para informar, equipar e ocupar os jovens cristãos em uma investigação racional e evidencial do cristianismo. Vai ser duro o suficiente para os nossos alunos resistirem à tentação de abandonar a sua cosmovisão cristã quando tentados pelos seus próprios desejos, especialmente dada a natureza da vida universitária e o incentivo que receberão a perseguir suas paixões. Mas, será ainda mais fácil os nossos alunos irem embora, se eles não souberem sequer por que o cristianismo é verdade… É hora de alinhar as nossas igrejas e ministérios para envolver o grupo demográfico mais importante dentro da Igreja: jovens cristãos. É hora de entrar no jogo, redirecionar os nossos esforços e começar a treinar.

J. Warner Wallace é um detetive de casos de homicído arquivadosdefensor do Cristianismo, pesquisador sênior do Colson Center for Christian Worldview, professor associado de apologética na Universidade de Biola e autor de Cristianismo Cold-Case , Cena do crime de Deus, e Fé Forense.

Mais artigos em português AQUI. Leia a tradução original AQUI.

Check Also

Lessons in Evangelism (and Christian Case Making) from the Life of Roadies

A few years back I taught three services at Liquid Church in Morristown, New Jersey. …