Jesus Disse Especificamente: “Eu Sou Deus”

Print Friendly, PDF & Email

Jesus Specifically Said, “I am God”

Como um cético, eu estava disposto a aceitar uma versão de “cara legal” de Jesus. Você sabe, o sábio do passado que foi mal compreendido e mitificado em algo divino por líderes de um movimento que ou estavam equivocados ou enganados. Jesus pode ter sido um cara legal e um ótimo professor, mas ele realmente afirmou ser Deus? Eu tinha amigos ateus que sabiam mais sobre os Evangelhos do que eu e disseram que Jesus nunca afirmou ser Deus em nenhum dos relatos do Novo Testamento. Quando comecei a examinar os Evangelhos por mim mesmo, descobri que meus amigos estavam errados; Jesus disse especificamente que Ele era Deus. Agora não me entenda mal, Jesus não usou essas exatas palavras. Mas seus ouvintes certamente entenderam o que ele queria dizer.

Jesus pode ter sido um cara legal e um ótimo professor, mas ele realmente afirmou ser Deus? Click To Tweet

Quando Deus apareceu pela primeira vez a Moisés na sarça ardente, Moisés foi suficientemente hábil para pedir a Deus por Seu nome. E Deus deu a Moisés uma resposta interessante:

Disse Deus a Moisés: “Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês”. (Êxodo 3:14)

Por gerações após essa interação entre Deus e Moisés, os israelitas reverenciavam o nome de Deus (“EU SOU”) como um título precioso que não devia ser difamado ou dado a alguém ou a outra coisa que não o próprio Deus. Então veio Jesus. O Evangelho de João nos diz que no dia em que os fariseus estavam questionando o poder, a autoridade e o ensino de Jesus, eles na verdade o acusavam de ser possuído por demônios. Veja como Ele respondeu:

Disse Jesus: “Não estou endemoninhado! Pelo contrário, honro o meu Pai, e vocês me desonram. Não estou buscando glória para mim mesmo; mas, há quem a busque e julgue. Asseguro-lhes que, se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte”. Diante disso, os judeus exclamaram: “Agora sabemos que você está endemoninhado! Abraão morreu, bem como os profetas, mas você diz que se alguém guardar a sua palavra, nunca experimentará a morte. Você é maior do que o nosso pai Abraão? Ele morreu, bem como os profetas. Quem você pensa que é? ” Respondeu Jesus: “Se glorifico a mim mesmo, a minha glória nada significa. Meu Pai, que vocês dizem ser o Deus de vocês, é quem me glorifica. Vocês não o conhecem, mas eu o conheço. Se eu dissesse que não o conheço, seria mentiroso como vocês, mas eu de fato o conheço e guardo a sua palavra. Abraão, pai de vocês, regozijou-se porque veria o meu dia; ele o viu e alegrou-se”. Disseram-lhe os judeus: “Você ainda não tem cinqüenta anos, e viu Abraão? ” Respondeu Jesus: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou! ” (João 8:49-58)

Você entendeu isso? Jesus fez duas declarações notáveis. Primeiro, ele afirmou ser eterno e ter existido antes de Abraão! Mas, mais importante, Jesus se chamou pelo antigo título atribuído apenas ao próprio Deus, “EU SOU”. Os fariseus sabiam exatamente o que Jesus queria dizer com isso. De sua perspectiva, Jesus disse especificamente: “Eu sou Deus”. Como sabemos que esta foi a interpretação de suas palavras? Nós sabemos disso pela reação deles. Eles responderam tentando apedrejar Jesus por alegar ser Deus (um ato de blasfêmia que consideravam digno de morte):

Então eles apanharam pedras para apedrejá-lo, mas Jesus escondeu-se e saiu do templo. (João 8:59)

As declarações claras de Jesus relacionadas à Sua Deidade me forçaram a reconsiderar Jesus e o que Ele ensinou, porque Ele disse especificamente que Ele era Deus. Click To Tweet

Quando Jesus assumiu o santo título de Deus como seu, Ele estava afirmando o equivalente moderno de “Eu sou Deus”. Ele fez isso repetidamente ao longo de seu ministério (ver Marcos 14:62, João 18: 5-6, João 8:24 e João 8:28). Então, enquanto você não pode encontrar a expressão “Eu sou Deus” nos Evangelhos, você certamente encontrará o equivalente antigo. Não é de admirar que a liderança religiosa judaica acabaria por querer que Ele fosse executado. Quando descobri essas afirmações nos Evangelhos, tive que reconsiderar minha visão simplista de Jesus como um “cara legal” ou “bom professor”. Que tipo de professor Jesus poderia ter sido se estivesse ensinando uma mentira? As declarações claras de Jesus relacionadas à Sua Deidade me forçaram a reconsiderar Jesus e o que Ele ensinou, porque Ele disse especificamente que Ele era Deus.

J. Warner Wallace é um detetive de casos de homicído arquivadosdefensor do Cristianismo, pesquisador sênior do Colson Center for Christian Worldview, professor associado de apologética na Universidade de Biola e autor de Cristianismo Cold-Case , Cena do crime de Deus, e Fé Forense.

Mais artigos em português AQUI. Leia a tradução original AQUI.

Check Also

Good Case Makers Are Good Care Takers

As a Christian apologist (a.k.a. Christian Case Maker), I get the chance to travel and …